July 8, 2015
 
 
 


GSW

Últimas noticias

ChadO FMI e o Banco Mundial anunciaram 1.1 mil milhões de dólares em alívio da dívida para o Chade, O quarto menos desenvolvido país do mundo, o Chade é agora o 36º a alcançar o ponto de conclusão da iniciativa HIPC (e primeiro desde 2012). Antes de receber o alívio da dívida, a dívida do Chade era cerca de US $ 800 milhões com o Banco Mundial, US $ 400 milhões com o Banco Africano de Desenvolvimento e cerca de US $ 500 milhões para outros países credores. Reflectindo a melhora significativa na gestão económica nos últimos anos, este anúncio é um desenvolvimento bem-vindo para um país com mais da metade de sua população vivendo na pobreza. Levou quase 20 anos desde que o PPME foi estabelecido, e 8 anos desde o ponto de decisão do Chade. Há agora apenas três PPME elegíveis para o alivio da divida: Somália, Eritreia e Sudão.

 

New RulesA organização New Rules for Global Finance coordena actualmente a compilação de comentários e pontos de vista para a Consulta Global sobre a reestruturação da Dívida Soberana. Eles serão incluídos no relatório final a ser apresentado nas próximas reuniões anuais do Banco Mundial e do FMI, a serem realizadas em Lima, em Outubro de 2015. Você pode participar desta iniciativa enviando as suas sugestões e recomendações para Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , através do preenchimento de um questionário(5 minutos), ou organização ou participação de um webinar.

 
 
 

GSWOxfam
DFI presidiu um painel de discussões com a Oxfam e a organização peruana Ciudadanos al Dia (CaD) sobre a importância do acompanhamento das receitas orçamentais, dos financiamentos e despesas para assegurar o progresso em direcção aos ODS. Clique no link para ver a apresentação conjunta DFI/CaD. Esta análise baseia-se na nota técnica DFI/IBP/Oxfam preparada em Outubro 2014 assim como no capítulo 5 do relatório 2015 do GSW que propõe recomendações para um regime de controlo orçamental.

 

 
 
 

AFDBO Banco Africano de Desenvolvimento solicitou a DFI que apresentasse evidencia para o grupo de trabalho do Fundo Africano de Desenvolvimento (ADF) sobre os riscos potenciais de dívida que surgem para os mutuários ADF ao longo do período 2015-2030. Este encontro será realizado nos dias 29 e 30 de Maio em Abidjan, após as reuniões anuais do Banco.

 

 
 
 

SenegalOIFPresidido pela primeira vez pelo Senegal, a rede de Ministros da Finanças e peritos dos PBRs se reuniram à margem das Reuniões de Primavera em Washington, DC. Especialistas técnicos das IDA-mutuarios países da OIF discutiram um relatório sobre a política fiscal defendendo a introdução de medidas drásticas para combater a evasão fiscal, a criação de mais estruturas tributárias progressivas, e mudanças no sistema fiscal global. Posteriormente, os ministros das Finanças se reuniram com altos funcionários do FMI, Banco Mundial e da OCDE e pediram acções específicas para intensificar a assistência técnica e aconselhamento estratégico do FMI, expandir iniciativas globais destinadas a reformar as regras fiscais para alterar os tratados, abolir os critérios do programa “Doing Business” do Banco Mundial que promove menor taxa de imposto e para que os projectos apoiados pela IFC sejam sujeitos a taxas de impostos integrais nos países beneficiários.

 
 
 

DRCNa sequência de um processo de licitação, DFI ganhou um contrato de assistência técnica para apoiar a República Democrática do Congo. Financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento, este trabalho vai acompanhar o país na reforma do quadro jurídico para a gestão da dívida e na formulação de uma estratégia da dívida nacional. Espera-se que este projecto seja concluído durante 2015-2016.

 
 
 

New Rulescigi-logo
No programa dos seminários OSC durante os Encontros de Primavera das BWI, DFI propôs uma moção "O mundo precisa de um processo de falência da dívida soberana", num debate académico em estilo Oxford organizado pela New Rules for Global Finance, e ganhou a moção por 80-20 % e convenceu 20% da audiência a alterar as suas posições em favor da moção. Um vídeo do encontro se encontra disponível no site da New Rules.

 
 
 

g20 minefiOIFDFI e OIF assistiram com apoio técnico aos Ministros das Finanças de países mutuários da IDA OIF para que contribuíssem numa discussão com o Grupo de Trabalho do G20 Desenvolvimento, sobre o tema do financiamento do desenvolvimento. Os Ministros centraram-se em: problemas de dívida para SIDS, na necessidade de reduzir os custos das transferências de fundos e, especialmente, na necessidade de ministros das Finanças do G20 de tomar decisões políticas para reformar as leis fiscais globais e parar de insistir em isenções fiscais que beneficiem as multinacionais de seus países e seus APD. É somente neste contexto que os países em desenvolvimento obterão a sua parte equitativa das receitas fiscais globais.

 
 
 

GSW Report 2015 Covernovo relatório "2015 Government Spending Watch"  ("Financing the Sustainable Development Goals: Lessons from Government Spending on the MDGs") foi publicado em 13 April. O relatório apresenta dados únicos de 67 países sobre os gastos dos países com os ODM durante o período de 2012-14, novos dados sobre os sectores da Dívida e da Defesa em conjunto com uma análise sobre as últimas tendências em financiamento em países em desenvolvimentos, para tirar lições e implicações para a agenda de financiamento do desenvolvimento dos OSD (objectivos sustentáveis de desenvolvimento).

O relatório apresenta dados mostrando que os gastos do governo estão um terço a menos do necessário valor para atingir os ODMs. Para atingir os OSD, será necessário pelo menos US$ 1,5 mil milhões extra no financiamento público anualmente o que significa que um total de US $ 22,5 mil milhões em financiamento adicional terá que ser mobilizado ao longo da existência do ODS.

Continuar...
 
 
 

ODI LogoUma recepção realizada em Nova Iorque lançou oficialmente o relatório “Financing the Future” elaborado pelo Overseas Development Institute. Este documento recomenda a mobilização de fundos públicos para financiar ODS, especialmente para o benefício de países de renda baixa e de países de renda baixa média e protecção social. As conclusões deste trabalho foram apoiadas pelos membros do painel Ulrika Modéer, Secretário de Estado no Ministério Sueco da Cooperação para o Desenvolvimento Internacional e Winnie Byanyima, Diretora executiva da Oxfam.

 
 
 

Un EcosocSouth KoreaPor ocasião do Simpósio de Alto Nível do Fórum 2016 de Cooperação para a Desenvolvimento, realizado na Coreia do Sul, o director do DFI, Matthew Martin, participou como pessoa-recurso em seminários sobre o tema do financiamento para o Desenvolvimento. Ele apresentou o caso para um acompanhamento mais próximo da contribuição do sector privado e o financiamento público-privado na realização dos ODS, e  as lições aprendidas com as investigações conduzidas pelo Fórum sobre a Responsabilidade Mútua (RM) como parte de sua futura avaliação. Sua apresentação também incluiu um documento de orientação delineando quais modalidades de cooperação para o desenvolvimento podem melhor contribuir para a realização dos ODS.

 
 
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>
page 2 of 33
 

Nossos Parceiros

logo_cemla

The Centre for Latin
American Monetary
Studies

logo_waifem

The West African Institute
for Financial and
Economic Management

logo_poledette

The Regional Debt Management
Training Unit
for Central and Western Africa

logo_mefmi

The Macroeconomic and
Financial Management
Institute of Eastern and
Southern Africa

 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack